Palestra no Seminário Nacional de Arquitetura Paisagística – 27/Abr

Como projetar paisagens que acolham e integrem a água de maneira funcional em seus projetos? Como escolher plantas apropriadas para baixa disponibilidade de água? Como projetar áreas verdes considerando as possibilidades de incorporar água de reuso? Essas são algumas questões abordadadas no Seminário Nacional: Arquitetura Paisagística em tempos de crise hídrica, no qual teremos o prazer de oferecer uma palestra focada na incorporação dos conceitos da dita “Infraestrutura Verde”, ou por assim dizer, dos serviços ecossistêmicos oferecidos pela natureza inseridos num contexto de planejamento urbano em que o manejo apropriado de água passa a ser incorporado como elemento fundamental para a criação de cidades mais resilientes. Bom assunto para um, ou mais dedos de prosa!

Mais informações em http://www.abap.org.br

Sem título-1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Saudações!

Jardins de Chuva: Lançamento de Cartilha Técnica Gratuita

Produzido pelo FCTH, em parceria com a ABCP em seu programa Soluções para Cidades, esta é a primeira publicação disponibilizada em sua seção dedicada ao Saneamento, com foco nas questões relacionadas à Drenagem de águas pluviais. Fugindo dos conceitos convencionais de drenagem, que buscam eliminar a presença da água através da implantação de “sistemas eficientes” de rápido direcionamento às galerias e corpos hídricos, a cartilha sinaliza de forma clara uma nova abordagem que favorece a retenção e melhoria da qualidade da água de drenagem “na fonte”, em sistemas simples e multifuncionais. Uma visão diametralmente oposta ao que vemos em nossas cidades, e que se implantados em larga escala criam condições favoráveis à recriação do ciclo hidrológico nas cidades, com a recarga do lençol freático, purificação e redução da poluição difusa, melhoria do microclima pela ação de evapotranspiração das plantas, criação de habitat para fauna local, redução dos volumes direcionados para redes pluviais e consequente redução de seção e de custo das galerias, e manutenção da qualidade dos mananciais locais. Um primeiro e fundamental passo para a melhoria da qualidade dos rios urbanos, largamente impactados pela poluição difusa das cidades.

Idealizado para avaliação e capacitação de prefeituras na implantação de programas municipais de drenagem, pode ser aplicado em vias públicas ou quintais de casas ou edifícios.

A técnica foi utilizada pela Fluxus em seu recente projeto de manejo integrado de água pluvial idealizado para o Estádio Nacional de Brasília, conforme post anterior (em Projeto de Manejo Integrado de Água Pluvial para o Estádio Nacional de Brasília).

Nossos agradecimentos sinceros ao inspirador trabalho desenvolvido pela ABCP e equipe do FCTH, responsáveis pela elaboração e produção deste primeiro caderno técnico.

Mais informações em:

http://solucoesparacidades.com.br/saneamento/4-projetos-saneamento/jardins-de-chuva/