Dia Mundial da Água em San Luis – Argentina

À parte do conflito gerado a partir da instalação de uma fábrica de polpa de celulose na fronteira entre Uruguai e Argentina, que levou a um eventual acordo entre os dois países com relação à qualidade da água do rio Uruguai, pouco havia ouvido falar sobre a realidade das questões de manejo de água na Argentina. Assim, ao receber o convite de Lucas Campodónico, comunicador argentino idealizador da revista Ecomanía, e co-idealizador do movimento Rio+Vos, para oferecer uma palestra no formato Pecha-kucha no Congreso Mundial Del Agua en San Luis, em celebração ao Dia Mundial da Água (22/Mar), aceitei sem saber o que estaria adiante, e o que encontrei foi uma grata surpresa.

Auditório lotado com 600 assesntos tomados, com a presença do governador, do vice-governador, do presidente da companhia de água, e de outros ilustres políticos locais, que permaneceram ao longo de TODO o evento, conversando livremente com quem os procurava, e participando com colocações inteligentes e pertinentes, tão diferente dos políticos brasileiros, que em nossos eventos correm logo após suas falas, sem participar nem sequer se dar ao trabalho de escutar e relacionar as propostas apresentadas às oportunidades de atuação que tem em mãos. A animação foi garantida pela brilhante intervenção de Sergio Elguezábal, âncora do programa TN Ecología, que com astúcia e bom humor interagia com o público formado por estudantes, profissionais, acadêmicos e interessados no tema, fazendo perguntas de múltipla escoha respondidas através de um dispositivo sem fio onde assinalavam suas escolhas exibidas nos telões em tempo real, entusiasmando a todos.

As palestras foram oferecidas por usuários, técnicos, e profissionais de diferentes níveis e visões, o que ajudou a dar um tom generalista ao evento. Vale o destaque ao Dr. Osvaldo Canziani, membro do IPCC e ganhador do Prêmio Nobel de 2007, e do Monseñor Jorge Lozano, que ofereceram condições aos presentes de refletir sobre uma visão global a partir de suas próprias experiências locais, com a sensibilidade e a serenidade que só a experiência de muitos anos dedicado de corpo e alma ao assunto pode lhes dar. Vale ainda destacar o incrível trabalho realizado por Andrés Napoli, advogado representante da Fundación Ambiente y Recursos Naturales (FARN), que compartilhou a experiência, exitos e fracassos do Programa Control Ciudadano del Medio Ambiente, programa participativo de monitoramento e gestão do saneamento na bacia hidrográfica do Rio Matanza-Riachuelo, em Buenos Aires.

O plano de manejo de água da província de San Luis foi apresentado por Guillermo Aguado, Engenheiro Agrimensor representante  da provincia para assuntos de recursos hídricos. San Luis é uma província localizada a 900km à oeste da capital Buenos Aires, vizinha à Mendoza, internacionalmente reconhecidade pela qualidade dos vinhos produzidos na região, e já sob a influência climática gerada pela proximidade às Cordilheiras, num clima semi-árido de precipitação pluviométrica anual média por volta dos 500mm. A disponibilidade de água, portanto, é limitada, e a província, ainda que trabalhe numa lógica de centralização dos serviços, distribuindo água da chuva recolhida em represas construidas ao longo dos rios, reconhece a necessidade fundamental de lidar de maneira integrada com água de chuva. Assim, na sequência desta apresentação, abri as palestras “Pecha Kucha”, com um apresentação focada em princípios do manejo integrado de água, afim de compartilhar uma visão, e uma realidade já praticada em nossos projetos, em que homem e água convivem de maneira harmoniosa, e onde produzimos um impacto positivo, restaurador, sobre ambientes degradados.

Olhar sobre a água centrado em sua essência

A apresentação está disponível no Slideshare:

Pechakucha San Luis, parte 1: http://www.slideshare.net/guicastagna/pechakucha-san-luis-parte-1-de-2

Pechakucha San Luis, parte 2: http://www.slideshare.net/guicastagna/pechakucha-san-luis-parte-2-de-2

Minha apresentação foi seguida pela apresentação do querido Ariel Kogan, compartilhando a experiência do programa Cidades Sustentáveis, da Rede Nossa São Paulo, por Diego Musolino da Fundación Energizar apresentando um estudo a respeito da produção de biodiesel a partir de algas, Andrés Iriondo, gerente de projetos do Centro Tecnológico da ONG chilena Un Techo para Mi País, voltado ao sistemas participativos de design de tecnologias apropriadas para manejo de água em residências de famílias de situação de extrema pobreza, e por fim, Lucas Campodónico, apresentando o movimento Rio + Vos, um movimento independente de jovens latino-americanos que convoca cidadãos de todo o mundo a tomar parte na mudança que queremos ver, independente das ações dos governos e dos rumos das negociações oficiais do encontro da Rio+20. O movimento, que no Brasil adotou o nome em português Rio + Você, produziu um vídeo que pode ser assistido no YouTube: Rio + Você

Agradecimentos especiais à Ariel Kogan, Mariano DeDonatis, Lucas Campodónico, Juan Pablo Manzuoli, Alan Gegenschatz, Andrés Iriondo, y todos vos chicos y chicas que nos ayudaran tanto en Argentina. Gracias por todo, y hasta 2013!

Gui Castagna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s